Notícias

Araraquara terá primeira usina de biodiesel de algas do País
Notícia enviada em 30.11.2007

A cidade de Araraquara, no interior de São Paulo, anunciou nesta quarta-feira a construção a partir de janeiro da primeira usina de biodiesel do Brasil que utilizará a produção de combustível a partir de algas encontradas em esgoto. A Biopetro Brasil é um fundo de empresários norte-americanos responsável pelo investimento no projeto.

O investimento inicial será de R$ 6 milhões. Em dez anos, o gasto com manutenção e ampliação pode chegar a US$ 90 milhões. A expectativa inicial da usina é de produzir 30 milhões de litros podendo atingir a marca dos 200 milhões em apenas três anos. A produção deve começar a partir de agosto de 2008, segundo a previsão de Giovanni Erme, um dos investidores da Biopetro.

A técnica de usar algas na produção de combustível foi importada do Canadá. Em Araraquara, segundo o prefeito Edinho Silva (PT), as algas são facilmente encontradas na Estação de Tratamento e Esgoto (ETE) da cidade. Além das algas, a usina pretende formar convênios com os dois assentamentos rurais da cidade para usar mamona, girassol e pinhão como combustível.

Além disso, a expectativa é reutilizar o óleo de cozinha na extração do combustível. Hoje, esse material é despejado no esgoto. Uma cooperativa de catadores de lixo deve fazer a coleta. A Prefeitura doou um terreno de 21 mil metros quadrados para a construção da usina. Na primeira etapa devem ser contratadas cerca de 20 pessoas. O número baixo é explicado por ser uma produção humanizada.

O biodiesel é um combustível renovável e biodegradável obtido a partir da reação química de óleos ou gorduras, de origem animal ou vegetal. A partir de janeiro, a cada litro de óleo diesel vendido no País haverá 2% de biodiesel.



Fonte: Invertia
Imprimir esta página